Buscar
  • Leonardo Rodrigues

Você está preocupado com o que interessa?

Preste atenção nos indicadores!

Olá, como vão as coisas?


Lembra-se do e-mail da semana passada?

Trouxe para vocês um artigo que contava um pouco sobre a realidade da maioria dos empresários brasileiros: A decisão e o controle por achismo.


Infelizmente a gestão por achismo e intuição faz parte da realidade empresarial de nosso país. É um erro muito comum e que traz prejuízos incalculáveis. 

Na maioria das vezes, a falência é o resultado.


Assim como falei no último e-mail precisamos contornar essa situação. E é por esse motivo que trarei uma série de três e-mails sobre os indicadores para a gestão da sua empresa.

Dividiremos da seguinte forma:


Básicos (11/04)

Intermediários (17/04)

Avançados (24/04)


Começarei hoje pelo básico, trazendo, nesse e-mail, os indicadores mínimos para essa Gestão. São dados que não podem faltar a nenhuma empresa!

O acompanhamento desses indicadores é imprescindível para uma gestão extremamente substancial. TODAS as empresas precisam dessa análise! E se você não faz... Esse é o momento de replanejar o caminhar de sua empresa.

 

Os indicadores essenciais para a gestão da sua empresa:

 1 -  Lucratividade

Lucratividade não é lucro.

Mas nem por isso você deve esnobá-lo! 

O objetivo dele não é evidenciar o seu prejuízo ou o seu lucro, mas sim, de compreender se a sua operação é válida ou não.

A Lucratividade é calculada assim:


(Lucro líquido/ receita bruta) x 100


E o que isso significa?

Ele lhe fornece em percentual se a sua operação paga os seus custos e despesas (gastos) e ainda gerar lucro.

Por ser um índice, ele é comparável e é uma excelente forma de compreender – sob essa perspectiva – qual o desempenho da sua empresa se comparada com o que é visto no mercado e nos seus concorrentes.

Esse indicador é o básico do básico, o “alcalino” da gestão por indicadores. E aquele que a maioria dos empresários tomam, equivocadamente, como o único para a Gestão. 


2 - Margem de Contribuição: 

É o quanto o lucro da venda dos produtos e/ou serviços contribuirão para a empresa cobrir todas as suas despesas e ainda gerar lucro.

O percentual da Margem de Contribuição é calculado assim:


Margem de Contribuição = Receitas – Custos.


Margem de Contribuição % = Margem de Contribuição/ Receitas x 100


Esse cálculo mostra a porcentagem de suas vendas que será destinada a pagar todos os custos ligados a produção e a porcentagem que será utilizada para pagar todos os gastos fixos da empresa.

Se der justinho para pagar essas despesas, você terá atingido seu ponto de equilíbrio. Se sobrar, você terá lucro e se faltar… prejuízo.


3- Ponto de Equilíbrio:

Ponto de Equilíbrio, é quanto a empresa precisa ter de receita para que o lucro dela seja zero, ou seja, é o ponto em que os produtos vendidos pagam todos os custos e despesas sendo elas fixas ou variáveis, mas não gera lucro. Se a margem de contribuição dos novos produtos for positiva, a empresa passará a gerar lucro a partir desse ponto.


Ponto de Equilibrio =    Despesa Mensal/ % Margem de Contribuição


É interessante analisarmos neste indicador, a capacidade máxima produtiva da empresa, pois em alguns casos, para vender mais é preciso realizar investimentos ou ampliar a estrutura, elevando os custos e as despesas fixas (contratando mais pessoas, aumentando a área ocupada pela empresa, entre outras).

Uma questão importantíssima e que bate diretamente com o cálculo do ponto de equilíbrio, pode ser a perda de um cliente.

Sem informações, a perda de um cliente tira a calma, vira motivo de exagerada preocupação e às vezes até mesmo de atitudes precipitadas, como a rescisão de contratos de trabalho de alguns auxiliares. 

Conhecer o Ponto de Equilíbrio possibilita considerar se o impacto do contrato perdido é significativo e a buscar soluções mais adequadas.


Conclusão: 

Viu só?! A importância da análise e da gestão por indicadores é nítida! 

Sem essa visão estratégica e a tomada de decisão por dados, sua empresa corre sérios riscos.

Não tome atitudes precipitadas, não corra contra a corrente, não trate ao invés de prevenir! 

Tome os indicadores como guias para o desempenho e para o melhor de sua empresa!

Você não tem conhecimento desses indicadores? Não fazia ideia de tudo que te contei?

Bom, é hora de procurar um especialista capacitado para te atender e te guiar por esses dados e por esse emaranhado de números e informações. 


E olhaa ! Você já tem uma equipe especializada mais perto do que você imagina!

As Empresas Contábeis, quem vos envia esse e-mail, são capacitadas para te ajudar e possuem toda expertise para te guiar pelo caminho do sucesso! 

Converse com eles! Entenda, analise e decida o melhor para você e sua empresa!

Por: Kadu, Gestor de Conteúdos da Nucont

10 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Sua equipe está do seu lado?

Como vão as coisas? Espero que esteja bem! Bom, como falei no e-mail da semana passada, pessoas são o motor da sua empresa. Os resultados e as mudanças dependem diretamente delas. E as maiores dúvidas

Você tem medo de fazer?

Olá, como estão as coisas? Se lembra que nas últimas semanas eu te trouxe conteúdos voltados para uma gestão por indicadores, uma gestão de planejamentos e para o desenvolvimentos de estratégias tátic

  • Facebook Social Icon

© 2020 por Unitec Contábil

​​SCS Quadra 01 Bloco I, Edifício Central, Sala 301 e 308;

Brasília - DF.

CEP.: 70304-900